A cada ano, o volume de transportes em circulação em nossa cidade aumenta. Em decorrência, eleva-se, também, o número de acidentes e a probabilidade de mortes no trânsito. Assim, a existência de punições e fiscalizações mais severas por parte de autoridades e, ainda, uma política de educação e conscientização mais eficiente nas escolas são imprescindíveis para evitar tais fatalidades. Pensando nisso, a Escola Estadual Professor Antonio Dantas, instituiu em sua proposta de ensino o projeto "Educação no Trânsito". Sob a coordenação do Professor Jeone Morais, e em parceria com as Auto Escolas de Apodi, vêm desenvolvendo ações educativas e promoverá "I Concurso de Redação do AD" com abordagem nessa temática. As incrições foram encerradas ontem (17/11) e terá sua culminância próxima semana, durante a XVI SEACAD.

REGULAMENTO

1. PROPONENTE: Este Concurso de Redação é organizado pelo "Projeto Educação para o Trânsito" que tem como idealizador o Professor Jeone Morais, junto aos alunos da 1ª Série -Turma C, Turno Matutino, da Escola Estadual Professor Antonio Dantas, e constará como parte da culminância do referido projeto que vem sendo desenvolvido ao longo do ano letivo 2017. A atividade faz parte das ações do PIP - Projeto de Inovação Pedagógica

2. OBJETIVO: Fomentar nos estudantes do Ensino Médio, regularmente matriculados nesta Instituição de Ensino, nas séries de 1º ao 3º ano, uma reflexão sobre a cidadania no exercício do direito de ir e vir, refletido nas ações cotidianas do ato de transitar.

3. DA MODALIDADE: O gênero textual escolhido é o dissertativo e a temática geral proposta é "Educação no trânsito".

4. DAS ETAPAS:

4.1- Inscrição: O aluno interessado em participar, deverá preencher previamente uma ficha contendo os dados de identificação solicitados pela equipe responsável. (Alunos 1º Ano C - Matutino), até sexta-feira (17/11).

4.2. Prova: O aluno deverá comparecer à sede da Escola Antonio Dantas para participar, junto aos demais candidatos, no dia 20 de novembro (segunda-feira), às 19h, portando caneta esferográfica azul ou preta, e para escrever seu texto dissertativo conforme o tema instruído. O tempo disposto para o desenvolvimento da redação será de 1 hora e 30 minutos.

4.3. Avaliação: As redações dos alunos participantes neste concurso serão avaliadas segundo os seguintes critérios:

● A identificação do aluno deverá ser feita no campo específico da folha de redação.
● A redação deverá ter no mínimo 20 (vinte) e no máximo 30 (trinta) linhas e ser manuscrita, em língua portuguesa, pelo aluno participante do concurso, com caneta esferográfica azul ou preta, na folha especialmente desenvolvida para este concurso.
● A redação deverá conter ideias que promovam uma reflexão acerca do tema sugerido devendo ser apresentada em conformidade com o mesmo.
● Serão observadas a ortografia, a concordância, a pontuação, as regras de letras maiúsculas e minúsculas, a organização e a coerência na exposição das ideias.
● Ineditismo: o texto não poderá ter sido publicado em quaisquer meios de comunicação ou publicação, nem deve ter participado em outros concursos.
● Serão desclassificadas as redações: que não contenham assinatura ou apenas pseudônimo; que contenham rasuras muito expressivas; que contenham desenhos; que fugirem do tema proposto; com texto ilegível.

5. DA PREMIAÇÃO: Serão premiadas as 03 (três) redações melhores colocadas segundo a pontuação dada pela comissão julgadora, a saber:

1º Lugar: CNH - Categoria B (Auto Escola Apodi)
2º Lugar: CNH - Categoria A (Auto Escola Apodi)
3º Lugar: CNH - Categoria A (Auto Escola Habilita Mais)

5.1 - Prêmio: O(s) aluno(s) vencedor(es) podem transferir a CNH para outrem, ou usar para si próprios. Caso ainda não tenha a idade exigida para obtenção da Carteira Nacional de Habilitação, poderão aguardar completar 18 anos sem ônus ao prêmio, garantido via comprovante emitido pela Auto Escola parceira.

6. DA DIVULGAÇÃO

● As redações vencedoras serão divulgadas em Cerimônia de Premiação na 1ª noite da XVI Edição da SEACAD, dia 23 de novembro de 2017.
● O texto da redação primeira colocada será divulgado no Jornal SEACAD e no Blog PORTAL DO AD.
● Os participantes autorizam a utilização e divulgação, pela Escola Antonio Dantas, de seu texto e de sua imagem nas mídias para publicações supracitadas.

7. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS: A decisão da comissão julgadora, composta por professores da Área de Linguagens da Escola Antonio Dantas, será soberana, e não se admite contra ela nenhum recurso.

Em mais uma ação dentro do Projeto de Inovação Pedagógica (PIP), a Escola Estadual Professor Antonio Dantas levou, na última sexta (10/11), cerca de 160 estudantes para conhecer, in loco, o Aterro Sanitário Controlado e a Lagoa de Estabilização no município de Riacho da Cruz - RN, a 45 km de Apodi. Os alunos, acompanhados dos professores e gestores, foram recebidos pelo Secretário Municipal de Educação, Giordano Freitas; Secretário Municipal de Obras e Urbanismo, Deomar Paiva e pelos Vereadores Uberlane Sá e Paulo Cesár, além de funcionários locais, que fizeram explanações à caravana sobre os trabalhos e serviços realizados no Aterro e na Lagoa, além de investimentos e ações que beneficiam diariamente toda população daquela cidade.
A sustentabilidade na escola é definida como um conjunto de práticas e ensinamentos, que ocorrem dentro do ambiente escolar, voltados para o desenvolvimento sustentável do planeta. Num mundo em que os recursos naturais estão cada vez mais escassos e o meio ambiente sofre processos de degradação, é de extrema importância inserir a sustentabilidade como temática a ser trabalhada nas instituições de ensino. Destarte, como os alunos de hoje serão os responsáveis pelas ações econômicas, políticas e administrativas do futuro, torna-se imprescindível que estes conheçam a importância de preservar o meio ambiente e de usar os recursos naturais de forma racional.
Ao longo do ano, docentes e discentes vêm desenvolvendo projetos e atividades voltadas à sustentabilidade local, onde estudam e pesquisam acerca de temas, como: resíduos sólidos, alimentação saudável, arborização,  hortas orgânicas, reciclagem, trânsito, recursos hídricos, entre outros. O Coordenador do PIP na Escola Antonio Dantas, Professor Samuel Jason, agradeceu a parceria e o acolhimento que nos foi ofertado pelos funcionários daquela repartição, ficando visível sua grande relevância para o desenvolvimento sustentável de Riacho da Cruz, e um exemplo de empreendimento a ser copiado e seguido.


O período que antecede o ENEM geralmente é marcado por tensão, medo, ansiedade, cansaço e até dificuldade de dormir. É muita pressão para essa juventude que vem se preparando para o primeiro grande embate de suas vidas. Com o intuito de promover uma valorização e autoconfiança aos alunos matriculados na 3a série do Ensino Médio, a equipe da Escola Estadual Professor Antonio Dantas preparou uma mensagem de apoio e incentivo, pois entendemos que é muito produtivo saber que podemos e somos capazes de alcançar nossos sonhos e objetivos, por mais longínquos que possam parecer. Durante esta semana, os estudantes receberam, além de palavras de positividade, 1 caneta preta e 1 adesivo botton com a citação: "A ESCOLA AD acredita, confia e torce por VOCÊ!"

A aluna Robelly Bandeira nos falou sobre sua visão a respeito da ação promovida pela escola: "Adoramos! Uma coisa tão simples, que faz toda a diferença. Isso mostra o quanto se importam com a gente e nada mais do que palavras motivadoras pra nos ajudar. Agradeço ao AD e aos professores por todos os ensinamentos e amizade. Vocês são 10!". 

As provas serão aplicadas nos próximos domingos (5 e 12 de novembro), sendo que no primeiro dia, os candidatos farão as questões de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias e a Redação. Para o segundo dia, ficarão as questões abordando Ciências da Natureza e suas Tecnologias, bem como Matemática e suas Tecnologias.

Consulte e conheça antes o seu local de prova, fique atento aos horários, prepare os documentos e canetas, use roupas confortáveis e fique tranquilo. Você só depende de você. Sucesso, pessoal!

A 7a Edição da Feira de Ciências do Semiárido Potiguar aconteceu na cidade de Mossoró (RN), durante os dias 25, 26 e 27 de outubro. O evento é organizado pela UFERSA, através do Programa de Extensão Ciência para Todos no Semiárido, e alcançou esse ano a marca de mais de 200 projetos, com a participação de 553 alunos e 140 professores.

A Escola Estadual Professor Antonio Dantas fez sua primeira participação nesse grandioso evento levando 03 projetos selecionados, dentre os 08 que foram apresentados na Feira de Ciências do Oeste Potiguar (Apodi-RN), sendo estes: ● Alimentação alternativa para abelhas na cidade de Apodi (Alunas: Ellen Laianny Tôrres Targino; Janykleyde Bruna S. da Costa Siqueira; Leonária Vitória Soares Ferreira; Prof. Orientadora, Annabel Mayara Soares Alvarez). ● Arte Urbana
(Alunos: Igor Aminadab Torres de Sousa; Jair Rodrigues de Lima Filho; Luis Octávio de Oliveira Castillo; Prof. Orientadora, Suzana Maria Alves S. Reinaldo). ● Os benefícios da casca de abóbora numa alimentação mais saudável (Alunos: Carolaine Araújo de Morais; Francisco Eldo Gomes Souza Júnior; Talita Mariana Silva de Paiva; Prof. Orientador, Cledson Alberto de Lima).

A Feira de Ciências é um evento científico já consolidado que vem sendo realizado desde 2011 e este programa atua em 6 Diretorias Regionais de Educação (Mossoró, Apodi, Assú, Angicos, Umarizal e Pau dos Ferros), atingindo 96 escolas em 65 municípios do RN. Em 2017, a Feira abordou "A Matemática está em tudo", acompanhando o tema da Semana Nacional.

A equipe da Escola Antonio Dantas congratula os docentes envolvidos nos projetos, e que vêm tentando despertar o interesse científico nos jovens alunos desde o início do ano. Os professores orientadores Annabel Soares (Biologia), Suzana Reinaldo (Química) e Cledson Lima (Biologia) deixam seus agradecimentos aos estudantes que se propuseram a participar efetivamente da feira defendendo suas ideias e elevando o nome desta Instituição de Ensino. Agradecem ainda à supervisora pedagógica Netinha Carlos pelo suporte dado aos alunos, à professora de Biologia, Fatinha Câmara, por sua incansável contribuição no desenvolvimento das propostas, bem como aos gestores da Escola, professores Juvanci Morais e Junior Oliveira, por todo apoio e disponibilidade, tornando viável a participação do AD no Ciência para Todos no Semiárido Potiguar.